Com defesa implacável, Seahawks vencem o Super Bowl 2014

Herculano Foz

Se surpreendeu quem esperava uma partida equilibrada entre Seattle Seahawks e Denver Broncos no Super Bowl 48, no último dia 02. A final, que ocorreu no MetLife Stadium, em Nova Jersey, colocou frente a frente o time de Seattle, campeão da NFC e o de Denver, campeão da AFC. O que se viu em Nova Jersey não teve nada de equilíbrio: a equipe de Seattle, que possuía a melhor defesa da liga, deu uma verdadeira surra nos rivais, vencendo por 43 a 8 e ignorando a marca de ataque mais produtivo da história da NFL dos Broncos para conquistar o título da temporada do futebol americano pela primeira vez.

O Seattle Seahawks não economizou na artilharia contra o Denver Broncos (Foto: Getty Images)

O Seattle Seahawks não economizou na artilharia contra o Denver Broncos (Foto: Getty Images)

Embora fosse esperada uma partida equilibrada, a história da decisão da NFL já apontava um cenário mais favorável para o Seattle Seahawks. Nas cinco edições em que o melhor ataque enfrentou a melhor defesa, os defensores conquistaram larga vantagem: quatro vitórias contra apenas uma derrota. A atenção estava voltada para o veterano Peyton Manning, que buscava a consagração definitiva. No entanto, o jogador de 37 anos se viu perdido em campo: foi interceptado duas vezes e teve inúmeros passes incompletos. Do outro lado, quem liderou o baile dos Seahawks foi o jovem Russel Wilson, com ótimos passes e excelentes corridas.

Logo no início do jogo os Broncos saíram em desvantagem. O primeiro snap do jogo foi feito de forma errada e a bola entrou na end zone dos Broncos: safety e 2 a 0 para o Seattle Seahawks com apenas 12 segundos de partida – a pontuação mais rápida da história do Super Bowl. Enquanto o ataque da equipe de Denver seguia inoperante, com Manning sufocado pela melhor defesa da NFL, o Seattle Seahawks continuava avançando e ampliando a vantagem. O primeiro touchdown da partida saiu no segundo quarto. Após Tony Carter empurrar Golden Tate dentro da end zone dos Broncos, o Seattle ganhou quatro tentativas a apenas uma jarda do fim do campo. Na segunda tentativa, Marshawn Lynch fez o primeiro touchdown, ampliando a vantagem para 15 a 0.

Em grande desvantagem no placar, os Broncos partiram para o ataque e conseguiram a primeira descida com Knowshon Moreno. Manning, no entanto, foi interceptado pela segunda vez na partida, dessa vez por Malcolm Smith, linebacker que foi eleito o MVP (melhor jogador) da final. Smith marcou o segundo touchdown da partida, atravessando o campo e aumentando a diferença para 22 a 0 para o Seatte. No intervalo do jogo, o tradicional show musical ficou a cargo do cantor americano Bruno Mars, com apoio da banda Red Hot Chili Peppers. O Super Bowl 48 saiu das páginas dos jornais esportivos e foi parar até em colunas de jornais e revistas ligadas à música. Isso porque a banda californiana se envolveu em uma polêmica (se é que podemos chamar isso de polêmica) sobre o uso de playback em sua apresentação.

Interceptado duas vezes, o veterano Peyton Manning foi ofuscado pela defesa dos Seahawks (Foto: Getty Images)

Interceptado duas vezes, o veterano Peyton Manning foi ofuscado pela defesa dos Seahawks (Foto: Getty Images)

Apresentações e polêmicas à parte, os Broncos voltaram do intervalo com uma missão quase impossível: superar a defesa implacável do Seahawks Seattle e reverter o placar. No terceiro quarto foram marcados três touchdowns: dois para a equipe de Seattle e um para a de Denver, deixando o jogo com o placar de 36 a 8. Na sequência, os Broncos arriscaram a conversão de 2 pontos e conseguiram entrar na end zone com Wes Welker: 36 a 8.

O último quarto apenas confirmou o que foi desenhado durante toda a partida. Com mais um touchdown para os Seahawks, o placar marcava 43 a 8. O jogo já estava decidido, restando ao time de Seattle apenas administrar o ataque. Muito antes do final da partida, os jogadores do Seahawks já faziam muita festa no banco de reservas, dando o tradicional banho do treinador Pete Carroll. À defesa que conseguiu ofuscar a atuação de Peyton Manning, restou fazer a festa na principal noite do esporte americano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s